you are here: Home Notícias Comercio entre Brasil e Chile registra recorde em 2011

16 -October -2019 - 10:13

Modelo de Documentos

Comercio entre Brasil e Chile registra recorde em 2011 PDF Imprimir E-mail

Segundo o Serviço de Aduanas do Chile, os principais produtores exportados pelo Brasil ao Chile foram: petróleo (US$ 2,68 bilhões, + 104% em comparação com 2010); ônibus (US$ 264,6 milhões, - 22,8%); carne bovina (US$ 193,1 milhões, + 112%); caminhões para carga de mais de 20 toneladas (US$ 122 milhões, + 62%); tratores (US$ 96 milhões, + 10,3%); caminhões para carga entre 5 e 20 toneladas (US$ 68,7 milhões, + 3%); telefones celulares (US$ 63,6 milhões, -
48,7%); polietileno (US$ 53 milhões, + 39,4%); laminados de aço quente (US$ 39,3 milhões, + 23,58%).

 

Entre os produtos chilenos exportados ao Brasil, destacam- se: catodos de cobre (US$ 1,48 bilhão, - 1,45% em comparação com 2010); sulfetos de minério de cobre (US$ 852,4 milhões, -
2,86%); fios de cobre (US$ 223,9 milhões, + 3,24); salmões (US$ 207,8 milhões, +26,21%); metanol (US$ 185,7 milhões, + 48%); cloruro de potássio (US$ 114,7 milhões, + 269%); caixas de marchas (US$ 86,3 milhões, + 28,3%); ferromolibdeno (US$ 62,3 milhões, +17%); e bolas para moagem de minerais (US$ 62,2 milhões, + 16,9%).

Destaco importante discrepância entre os números divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior do Brasil e pelo Serviço de Aduanas do Chile. Segundo dados brasileiros, o superávit do Brasil alcançou, em 2011, US$ 848,5 milhões, contra US$ 1,55 bilhão registrado pelo lado chileno.

De acordo com números chilenos, o Brasil exportou US$ 5,94 bilhões ao Chile, ao passo que a SECEX registrou US$ 5,41 bilhões em exportações. A principal razão da grande diferença é a contabilidade das exportações brasileiras de petróleo ao Chile: US$ 2,68 bilhões, segundo dados chilenos; US$ 2,18 bilhões, pelos números brasileiros.

Outra diferença digna de nota é o registro das importações brasileiras de cobre (catodos, sulfetos e fios). Segundo a SECEX, nossas importações alcançaram US$ 2,73 bilhões; US$ 166 milhões a mais do que contabilizam as autoridades chilenas. Esses números explicariam, em grande parte, a diferença entre o acumulado das exportações chilenas ao Brasil divulgados pela autoridade brasileira -US$ 4,57 bilhões - e chilena - US$ 4,39 bilhões.

Fonte: Embaixda do Brasil no Chile